SAN ANDRÉS

SAN ANDRÉS e seu incrível mar de 7 cores!!!!

A 720 km da costa colombiana, em pleno mar do Caribe, está localizado o arquipélago de San Andrés e Providencia.
Conhecida pelo seu estonteante mar de sete cores, a ilha de San Andrés está mais próxima de Nicarágua e Costa Rica do que da própria Colômbia. 

Por encontrar-se na zona intertropical a temperatura varia entre 20 e 35 graus.
Os idiomas oficiais são o espanhol e o inglês. Não se assuste se ouvir um inglês estranho! Trata-se do "creole", uma mistura de inglês com francês muito falado pelos nativos.




Não é obrigatório passaporte, visto ou vacina para viajar a San Andrés. Mas recomendo levar seu passaporte, para evitar maiores transtornos junto à sua companhia aérea e também para trocar dinheiro nas casas de câmbio.

Para entrar na ilha, é obrigatória a compra de um cartão de turismo no valor de USD 27 por pessoa. Você pode adquirir esse cartão no guichê de sua cia. aérea tanto no Brasil quanto no País de conexão. Comprei o meu no Panamá.
DICA: Guarde-o durante a sua estadia, pois será necessário apresentá-lo também quando estiver indo embora.

A moeda utilizada por lá é o Peso Colombiano (COP), mas também são aceitos o dólar e cartão de crédito.
O melhor lugar para troca na ilha é no WESTERN UNION, dentro do Centro Comercial de San Andrés, em um dos calçadões. Eles pagam 2.200 COP por 1 USD (Fev/15), mas só realizam a operação mediante a apresentação do passaporte.

DICA: Leve um adaptador de tomada! são aquelas com dois pinos chatos e um redondo.




CHEGANDO NA ILHA:

A chegada de avião em San Andrés é um sonho!
Sorte a sua se for durante o dia, e você estiver sentado do lado direito do avião!!! (na volta também) #ficaadica

Mas, nem tudo são flores!!! Passado o primeiro impacto da vista estonteante lá de cima, não se assuste com a sua primeira impressão ao chegar a ilha...
Logo no aeroporto, é possível notar a falta de cuidado e desorganização. Você precisa passar por 3 filas diferentes para finalmente sair. Uma confusão...

A casa de câmbio no aeroporto mais parece um guichê de rodoviária e você troca o seu dinheiro com vários taxistas à sua volta, disputando a sua corrida. 
Mas fique tranquilo!!! A ilha é realmente segura, com policiais espalhados em cada esquina! Me senti mais segura lá do que aqui no Brasil.

O trajeto de táxi do aeroporto ao seu hotel será uma aventura à parte! Realmente impactante! Tudo descuidado, feio, trânsito louco... 
Mas relaxe! Depois de conhecer as belezas da ilha, esse primeiro impacto negativo ficará para trás. Eu garanto!!! :)

DICA: A corrida de táxi é mais ou menos tabelada. Do aeroporto aos hotéis do centro custa em torno de 12.000 COP (dia) e 18.000 COP (noite) (Fev/15)


ONDE SE HOSPEDAR?

Existem diversos hotéis e pousadas em San Andrés, de todos os estilos e preços, ficando a seu critério escolher. Não indico ficar em resort all-inclusive, pois são vários lindos passeios de dia inteiro, e você pagaria para não ficar no hotel...

Sugiro ficar o mais próximo possível das "Playas del Centro", na Punta Norte da ilha. Evitando a necessidade de táxi todas as noites e ainda possibilitando a caminhada tanto à praia, quanto às compras. 





DICA: Pela localização, indico o GHL Hotel Sunrise, Portobelo Boulevard, Apartamentos Premier ou qualquer outro hotel próximo a esses! 
Quanto mais perto da praia do centro, melhor! #ficaadica

***************************************************************


Bom, vamos ao que interessa: as maravilhas de San Andrés!!!

No primeiro dia, o ideal é dar a volta toda na ilha, que tem apenas 26 km de extensão. Você pode fazer de bicicleta, moto, ônibus, carrinho de golfe ou mule. Esse dois últimos são os mais utilizados.

Nós optamos pelo mule, que é muito melhor e mais rápido que o carrinho de golfe. Existem diversos pontos de aluguel espalhados pela ilha. Alugamos o nosso em frente ao hotel GHL Sunrise, o mule custou 150.000 COP das 9h às 18h, já com a gasolina inclusa. Tivemos sorte em conhecer um casal super querido e dividimos o mule com eles! 

MULE (esq) e CARRINHO DE GOLF (dir)
Ricardo e Aline (dir), casal super querido que conhecemos lá na ilha!

Durante o passeio, é possível observar o quanto a ilha necessita de investimento, principalmente voltado para o turismo... Repleta de belezas naturais, mas bastante descuidadas, uma pena!

Na volta à ilha, é possível conhecer e parar em alguns pontos turísticos como: Playa de Spratt Bight, Casa Museo, La Cueva Morgan, Baya El Cove, West View, La Piscinita, Hoyo Soplador, Playa de San Luis e a Iglesia Bautista de La Loma.


Pontos Turísticos de San Andrés
DICA: Itens obrigatórios para o passeio:
Sapatilha de neoprene e equipamento de mergulho (máscara e snorkel). Ambos podem ser comprados nos camelôs no centrinho por 10.000 COP e 25.000 COP, respectivamente.
Compre-os assim que chegar na ilha!!!! #ficaadica
Ah, e sua câmera aquática, é claro!!!!

Falarei um pouco sobre os pontos que fizemos e que realmente valeram à pena!

WEST VIEW

Certamente um dos pontos mais lindos da ilha!!!
Passamos quase toda a manhã por lá, de tão encantados que ficamos! A cor da água é indescritível, com milhares de peixes coloridos, vistos a olho nu, ali de cima mesmo! Com certeza, o melhor lugar para prática de snorkel!

A entrada custa 4.000 COP por pessoa, com direito a um pedaço de pão para alimentar os peixes. O lugar tem uma estrutura bacana, com bar, cadeiras, trampolim e um "curioso" tobogã para quem tiver coragem de escorregar.
Lá também aluga-se coletes salva-vidas, snorkel, máscara e pés-de-pato.
Reserve algumas horas para ficar curtindo esse lugar mágico!

DICA: É melhor visitar o West View pela manhã, pois a tarde fica lotado de turistas, que fizeram a volta inversa na ilha.
*** Se estiver ventando forte, não vá! Pois, o West View fica fechado em dias de ventos e ondas fortes.






LA PISCINITA

Ponto muito parecido com o West View, porém não tão bonito e com bem menos estrutura. Se você já tiver conhecido o West View, não vale a pena a parada aqui.
Entrada: 4.000 COP por pessoa com direito ao pão para alimentar os peixes.
*** Idem acima, sobre dias de vento forte! Se estiver ventando e/ou o mar estiver agitado, La Piscinita fica fechada.




HOYO SOPLADOR

É um ponto turístico bastante interessante, trata-se de um fenômeno natural produzido por uma série de tuneis subterrâneos que começam nos recifes de corais e terminam neste orifício a vários metros da água. Quando a maré sobe e uma onda entra com força dentro destes túneis, lança o ar comprimido através do orifício (hoyo soplador). Tem que ter paciência e esperar pela onda.

Porém a parada aqui é bem tumultuada. Logo ao chegar, já vem um nativo te dizer que a entrada é gratuita, mas que é obrigatório você tomar um coco loko por 10.000 COP, sendo que o assédio dos vendedores de artesanatos é muito grande também.

Em volta do Hoyo Soplador não existe qualquer organização ou cuidado com os turistas. As pessoas ficam todas aglomeradas em volta de um buraco no chão, esperando que ele sopre... 
Devido ao tumulto de turistas e o assédio dos nativos, não ficamos aqui nem 5 minutos.

        

PLAYA SAN LUIS, COCO PLUM e ROCKY CAY

San Andrés tem poucas praias de areia, pois a grande maioria são de pedras e de difícil acesso. As únicas praias para banho são a de San Luis e a do centro (Spratt Bight).

A Playa de San Luis é um encanto à parte! Com alguns restaurantes à beira-mar, de onde se é possível caminhar a pé (com água na altura da cintura) de Coco Plum à ilha de Rocky Cay.
Leve apenas o necessário durante a travessia, como maquina fotográfica e equipamentos de mergulho livre (máscara e snorkel), pois ali na ilha vale a pena um mergulho de snorkel!



DICA: Em Coco Plum, super recomendo parar no maravilhoso restaurante THE GROG. Além do delicioso almoço, você pode usufruir das cadeiras, mesas e espreguiçadeiras embaixo de gostosas sombras das arvores e coqueiros. Almoçamos por ali, deixamos nossas coisas em segurança com as simpáticas garçonetes do local e fomos caminhando até Rocky Cay.



IGLESIA BAUTISTA

Vale a pena a visita!!! Fica no ponto mais alto e central da ilha, de onde é possível  ter um visual completo do lindo mar de sete cores de San Andrés.

DICA: Se estiver de carrinho de golfe, nem pense em ir, pois ele não sobe as ladeiras até lá! Mais um motivo para alugar um mule!


Vista desde a Iglesia Bautista

PASSEIOS

Como as praias de San Andrés não são tão boas para banho, é imprescindível fazer alguns passeios às ilhas próximas, como Cayo Bolívar, Acuário e Johnny Cay, Providência e Santa Catalina...

O mais importante acredito ser Cayo Bolívar, pois é um passeio de lancha totalmente restrito ao tempo do dia (vento e  mar), em alguns casos o passeio não sai e eles te devolvem o dinheiro.
Por isso, acho interessante fechá-lo logo que chegar à ilha, pois se não der no dia que você fechou, pode-se tentar outros dias. 

CAYO BOLIVAR

Com certeza um dos lugares mais lindos que já conheci na vida!!! O mar é de uma cor surreal e as fotos parecem ser tratadas com photoshop!

Distante de San Andrés a 45 minutos de lancha rápida, Cayo Bolivar é um arquipélago formado por 3 ilhotas, duas delas se juntam, e a outra, é um pouco mais distante, conhecida como Isla Militar, onde a Colômbia mantém um posto de vigilância do exército.
Abaixo fotos da Isla Militar:



 


Todas as ilhas são incrivelmente lindas, mas tivemos a sorte de parar na Isla Militar, que possui estrutura e sombras de arvores e coqueiros.

As outras 2 ilhas são totalmente desertas, sem qualquer estrutura e falta até sombra... Bem pitoresco mesmo, mas lindíssima como qualquer ilha deserta.
Abaixo, fotos das outras 2 ilhas:






Fechamos esse passeio no calçadão principal de San Andrés com o vendedor Wilson. Custou 160.000 COP por pessoa, com direito à café da manhã, almoço delicioso feito ali mesmo na ilha e bebidas à vontade.
O passeio saiu às 9h e ficamos até as 14h na Isla Militar, depois fomos conhecer as outras 2 ilhas e voltamos às 16h.

DICA: quando fores fechar o passeio, peça para ficar na Isla Militar.


Acuário, Haynes Cay e Johnny Cay

A 15 minutos de lancha rápida, a primeira parada é em Acuário, com águas cristalinas, onde se pode fazer maravilhoso snorkel com vários tipos de peixes e, com sorte, ver arraias passando do seu lado (nós tivemos essa sorte!!!).

Caso queira, podes fazer o tour Mantas Raias, para ver e tirar fotos com as arraias.

Ao lado está a ilhota Haynes Cay, onde se pode ir caminhando por dentro do mar, com água na altura da cintura.
Como estávamos bastante entretidos com os peixes e arraias do Acuário, acabamos não indo até esta ilhota.




Depois de 2h, o passeio segue para a estonteante Johnny Cay.
A chegada na ilha é uma das coisas mais lindas que já presenciei! A água do mar é uma loucura! Vale a pena ir com a máquina registrando esse momento mágico!

Na ilha, é possível ficar em um dos vários restaurantes cobertos, desde que você almoce (25.000 COP), ou alugar cadeiras e sombreiro à beira-mar (por 20.000 COP).

Johnny Cay é tão linda, que voltamos para passar um dia todo somente lá! Além de curtir uma praia maravilhosa, é possível fazer snorkel no canto esquerdo da ilha. Os diversos peixes coloridos fazem um espetáculo à parte!




O passeio Acuario + Johnny Cay sai 15.000 COP por pessoa, ou somente para um dos destinos custa 10.000 COP  (tem que pagar mais 5.000 COP para entrar na ilha Johnny Cay).

MERGULHO

Com a visibilidade incrível da água e sua grande diversidade de vida marinha, devido ao grande paredão de corais em volta da ilha, San Andrés oferece um dos melhores mergulhos do Caribe!

Se você tem medo, assim como eu, vale a pena arriscar e fazer um mini curso e batismo para viver essa maravilhosa experiência! Eu amei!!!!


Super indico as empresas: SHARKY DIVE SHOP e SAN ANDRES DIVERS.
Os instrutores são mega atenciosos e o curso bem bacana.

Ambas possuem o mesmo preço:
- Iniciantes: 130.000 COP (curso + batismo com 1 imersão)
- Mergulhos certificados: 140.000 COP (2 imersões) ou 100.000 COP (1 imersão)


SAN ANDRÉS

A praia central de San Andrés, chamada Spratt Bight (Peatonal), é muito gostosa e a que tem maior estrutura, inclusive um calçadão, além das deliciosas sombras dos coqueiros.
Tem sempre ambulantes oferecendo bebidas e petiscos, sem contar os diversos restaurantes e lanchonetes à beira-mar.
Ali também alugam cadeiras e barracas a 20.000 COP.




San Andrés também é famosa por sua Zona Franca, para a alegria de quem adora fazer compras!!!
Porém, com a alta do dólar em relação ao real, não está sendo muito vantajoso comprar por lá não, a não ser bebidas e malas, que realmente tem um preço imbatível! (Cuidado com os perfumes!! A grande maioria são falsos!!)

DICA: Fique atento aos horários!!! A maioria das lojas em San Andrés funcionam das 9h às 12h30 e das 15h às 20h30.




ONDE COMER?

Existem ótimos restaurantes no centrinho de San Andrés, a grande maioria em frente à praia. Super recomendo: 

- PELICANO (ao lado do Hotel Tiuna, em frente ao mar, um dos lugares mais baratos para se comer bem, com almoço executivo a 15.000 COP por pessoa! Inclui, sopa, prato principal, sobremesa e refrigerante)

MARGHERITA & CARBONARA (bem no centrinho, em frente ao mar, uma ótima opção para pizzas ou massas)

- DON ANIBAL (no centrinho, em frente ao mar, com diversas opções e uma pizza super grande!)

- MR. PANINO (na rua principal, a melhor massa de San Andrés)

- LA REGATA (aqui uma opção um pouco mais cara, porém vale à pena jantar lá uma noite. O restaurante é incrivelmente lindo e super aconchegante, caminhando à beira-mar, no sentido do Hotel GHL Sunrise)




Certamente San Andrés deixará saudades!!!!

A beleza das ilhas e suas praias são indescritíveis, muito além do que eu imaginei...

E realmente podemos dizer que ali existe o mar de sete cores do Caribe!




Fico à disposição para responder suas dúvidas. Meu e-mail: deise.nara@gmail.com

Para ver mais fotos, acesse o meu instagram: @deisokaviagens

Obrigada por sua visita!

DEISOKA